terça-feira, 25 de abril de 2017

Vida em Pausa

      Fazem um ano e praticamente um mês que estou com a minha vida em pausa... Triste constatação... Uma vida pausada, um ano que passou e não existiu... 
      
       A vida não é curta, costuma-se dizer que sim, mas não é, ela tem o tempo necessário para nossa evolução e como custamos muito a evoluir, achamos que a vida é curta demais. Pensamos muito em usufruir e esquecemos de evoluir, e por isso mesmo não queremos que a vida acabe e sim que seja infinita... Lamento dizer que a vidana terra é realmente infinita até que consigamos evoluir ao ponto de sermos e vivermos plenos de amor,compaixão e gratidão... Depois seguimos vivendo, mas em planos elevados, esta evolução leva tempo... Bastante tempo... Então fico pensando... E este tempo que se perde? E este um ano e um mês que minha vida pausou? Vai fazer falta na minha evolução? E agora?
       
       São tantos questionamentos que muitas vezes minha cabeça dói... As ideias se embolam, bate tristeza, dor, pânico... Mas daí me questiono... Será que minha vida está pausada só este tempo? Ou ela vem dando sinais de falha até que chegar o ponto da pausa? O que fazer agora?
       Penso, reflito, minha cabeça sai fumaça... Mas constato... Minha vida estava falha já há muito tempo... Deixei ela de lado... Sobrevivo há tempos, e isto com certeza está a prejudicar minha evolução... Triste constatação...
       Força para levantar? Não... Quem se permite sobreviver apenas, por tanto tempo não tem força suficiente par levantar e agir...

       É... Depois de constatar que minha vida está parada há tanto tempo, que coloquei fora preciosos anos e chances de evolução, o que me resta é mesmo que engatinhando ir em busca de mim mesma, de quem realmente sou é chegado o momento de parar com a procrastinação e  dar um play...

Nenhum comentário:

Postar um comentário